strong enough ♥

« sim, eu ainda penso em ti, e ainda tenho saudades tuas, mas a saudade é algo que vamos sentir sempre, não é ? porque quando duas pessoas foram tão próximas como nós, e viveram um amor assim de uma maneira tão forte, a que tão raramente podemos chamar de amor, há marcas que ficam eternamente em nós, sendo por isso, inútil e até ingénuo da nossa parte tentar apagá-las . mas quando é que isto vai acabar ? quando é que vais parar um pouco para me dizeres o que é que afinal ainda queres de mim ? quando é que vais deixar de voltar atrás e virar a minha vida do avesso ? quando é que vais deixar de ter tanto poder sobre mim ? quando é que vais sentir a minha falta e perceber que eu estou aqui ? quando é que vens para ficar ? quando é que te vais deixar destas perdas de tempo ? quando é que te vais decidir se ficas ou se vais ? quando é que vais deixar este resto de lixo que tenho no lugar do coração em paz ? quando é que lhe dás um pouco de espaço e de tempo ? quando é que cuidas dele ? quando é que o destróis de vez ? quando é que percebes que andas a fugir daquilo que todo o mundo sabe que é o nosso destino ? quando é que páras de magoar o mundo todo que te rodeia ? quando ? óó meu amor, pára. por favor. por mim, por ti, por nós. pára de te destruir dessa maneira, pára de ser aquilo que sabes que não és, pára com esse jogo. larga essa máscara que puseste para te esconder de ti e do mundo. bate com a cabeça se for preciso, mas pára. reage, luta, investe, recua, avança, perde, vence, decide o jogo. porque neste momento o dado está do teu lado.  tu decides. tu jogas. e a mim ? a mim resta-me agarrar ou largar (...) »

3 comentários: