my dream ♥

« (...) nessa mesma noite, voltaste a ligar-me, e desta vez disse-te tudo o que pensava e fui bastante dura contigo. tão dura que, depois de falar durante quase dez minutos e de perceber que me ouvias pacientemente, calei-me e esperei o pior. pensei que me ias mandar ás favas e aproveitar esta nossa discussão para te afastares definitivamente de mim, que era o que por momentos pensei que tu quisesses. mas não foi isso que aconteceu. eram quase três e meia da manhã. perguntaste-me se já tinha terminado. e com um suspiro exausto e com a lágrima no canto do olho, respondi-te que sim. então, pediste-me desculpa, disseste que eu tinha toda a razão em estar magoada, que não me querias ter magoado, que tinhas sido um palhaço, que não voltarias a repetir, que não me querias perder e que te querias entender comigo. e como te amo com tudo o que faz ou não parte de mim, com esse teu jeito (irritávelmente) dócil de me amar, venceste-me, mais uma vez. deste-me a volta. e com isto, terminámos a conversa num tom de tranquila reconciliação, e com o tom de eterno amor que sempre falamos um com o outro. mas sabes, depois desta conversa, desta discussão, depois de tudo isto. houve muita coisa que mudou. podes até nem te ter apercebido disso (ainda), mas mudou. mudou muita coisa dentro de mim, muita coisa mesmo. e um dia, irás perceber o quanto e o quê (...) »


- amo-te, juro que sim (!)

Sem comentários:

Enviar um comentário