sorry, but (...) i miss you ♥


« porquê ? porque é que a saudade tem que estar em cada palavra que escrevo, em cada suspiro que dou e em cada lágrima que cai ? porque é que mesmo depois de tudo ainda permaneces, desta maneira, dentro de mim? porque é que sou tão parva ao ponto de ficar com o coração a mil sempre que fazes algo que me engloba ? porque é que até com os teus actos mais insignificantes me consegues deixar completamente desamparada e desesperada, sem nunca dares por isso ? porque é que continuo a acreditar em ti, mesmo quando só me dás facadas no coração, talvez as maiores que alguma vez me deram ? eu já quis as respostas, os porquês, as razões, já quis saber os motivos de tudo isto. mas nada faz sentido, nada se encaixa. tudo me parece ridículo, estranho e absurdo. talvez por ainda seres, apesar de tudo, o único a quem sou capaz de amar plenamente, com tudo de mim. talvez por ainda seres o único com força suficiente para me fazer voltar (sempre) atrás. mas e agora ? o que é que é suposto eu fazer ? espero que voltes a partir mais uma vez, ou simplesmente confio em ti e corro para os teus braços sem pensar no passado que durante dias me sufocou a alma e o peito ? ó meu eterno amor , eu não tenho forças suficientes para lutar contra ti, para te arrancar de mim e simplesmente fingir que não existes. e eu já quis dar a volta por cima, já quis correr para longe de ti e simplesmente seguir com a minha vida. quis e fiz um esforço. tentei, chorei, caí e percebi. percebi que longe de ti não existo, que longe de ti já muito pouco faz sentido. percebi que hoje só o tempo será capaz de mudar alguma coisa em mim. o tempo e tu. porque sim, talvez o tempo seja a minha única resposta. talvez o tempo seja capaz de me responder a todas estas dúvidas e perguntas que teimas em espalhar em mim , para as quais ninguém é capaz de formular respostas. e se nem o tempo for capaz de responder, eu não vou sair do meu lugar. eu irei manter-me onde sempre estive. irei continuar aqui, bem do teu lado, muda e quieta, à espera que te canses desse mundo, que te canses de fugir de nós, e que venhas. que te sentes nas nossas escadas e me abraces. que me expliques e me peças para ficar. mas até lá manter-me-ei assim. como ultimamente tenho estado. longe , mas sempre perto. e sabes porquê ? porque está na altura de mostrares que mudaste e que finalmente, vens para ficar. de mostrares que realmente, valeu a pena confiar em ti, lutar por ti, viver por ti. porque agora é a tua vez de lutar por isto. porque eu já espero de tudo, vindo de ti. mas, mais uma vez, bem-vindo. bem-vindo a este eterno coração, porque apesar de toda a mágoa que habita em mim, foste mais uma vez bem recebido dentro da minha alma, dentro do meu peito, dentro de mim. »

(tenho mesmo saudades tuas !)

1 comentário: