the fickle ! ♥


' aquilo que o tempo não apaga, a gente finge que esquece ! '

« e mais uma vez chorei, não por ti, mas por mim . chorei porque não entendo, como é que o meu subconsciente e o meu coração me podem pregar uma partida tão traiçoeira como esta, logo agora que tudo parecia tão bem e tão calmo ? mas, por entre lágrimas e desesperos , percebi que é no coração que trago todos os meus demónios e pesadelos . aqueles que me arrebatam o sorriso e me arrumam para canto . aqueles que levam o meu peito até esse pequeno pedaço de mundo, que sempre me disse tanto . e se quiseres, um dia, eu conto-te toda a verdade . eu abro o jogo contigo, acabo com toda esta farsa, com todos estes sorrisos falsos, com tudo . só para que tenhas a certeza de que senti e vivi cada momento, que não houve nenhum sorriso sem sentido e que nada foi em vão . um dia, se quiseres, eu falo-te do meu medo, do meu amor, da minha insegurança e de tudo aquilo que viveu em mim . conto-te toda a verdade de mim . olho-te nos olhos e digo-te de uma vez por todas tudo o que senti por ti e por nós . e eu sei que fiz demasiadas vezes com que sentisses que já nada mexia comigo, que não passavas de passado em mim, mas eu não te consigo mentir . não a ti . mas eu sei que, sem querer, fui estragando sempre tudo durante todos estes anos, mesmo amando-te com todas as forças de mim como amava . mas eu estive sempre do teu lado, a cuidar de ti como sempre fiz, mesmo tu nunca dando por isso . talvez por eu nunca ter sabido como agir, ou melhor, como reagir . eu sempre fui muito insegura em relação a nós, sempre fui aquela miudinha que numa noite de fim de verão te apareceu à frente e te cativou apenas com um sorriso, sempre fui essa criança forte mas insegura . sempre quis ter o nosso mundo na palma da minha mão. mas eu já devia ter aprendido que tenho e preciso de falar, de gritar, de te dizer ao ouvido baixinho ou em cima de uma cadeira aos berros, que tudo aquilo eram verdades . as minhas verdades . aquelas que quis esquecer à viva força, que quis ignorar, que quis fingir que não eram mais importantes e que já não valiam a pena . mas eu tenho plena consciência de que de uma maneira ou de outra, estarei sempre aqui para ti, venha quem vier, dê por onde der . e eu não sei como nem porquê, mas há algo que nos tem mantido ligados durante todos estes anos e hoje, quero, como sempre quis, que sejas feliz . quero sentir esse abraço . quero ouvir esse sorriso . quero sentir uma lágrima . quero poder dar-te a mão e saber que vieste para ficar . quero dizer-te que não consigo nem vou desistir de ti, porque apesar de tudo somos amigos . e hoje, fecho os olhos, respiro fundo e tento mais uma vez fazer-te sentir , fazer-te ver , mostrar-te que nunca saí deste lugar onde tudo fazia sentido . deste lugar que não abdico mesmo quando já não o tenho . mas eu deixei de acreditar em nós . deixei de acreditar em todas as promessas, deixei de acreditar que os nossos sonhos nos vão levar longe e que um dia, conseguiremos ser mais fortes que o mundo e que me vais levar contigo para esse teu mundo onde só entra quem tu decides e quem tu escolhes . para esse lugar longe destes jogos, destas perdas de tempo, destas invejas e destes boatos . para longe deste mundo que não vive senão do mal que nos faz . e sim, eu já precisei de te ter comigo , nem que fosse apenas por cinco minutos . precisava de ti para mim e em mim . porque bastavam cinco minutos para mudar uma vida . porque esses sim, poderiam ter sido os cinco minutos mais decisivos desta nossa tão instável vida a dois . e acredita que, na altura, eu daria tudo por esses cinco minutos . por tentar, por lutar, por querer, por fazer-te perder o medo e te deixares levar . queria . queria mesmo . queria por não ter . queria por ter tido . queria pelo que sempre foi  . queria pelo que foste, pelo que eras e pelo que sempre serás . queria por teimosia . queira pelo que vivemos e pelo que não vivemos . queria-o por e para mim . queria acima de tudo ter-te comigo e sentir-te de volta a mim . queria ouvir-te dizer o que sempre ouvi . queria amar-te como sempre amei . mas isso, hoje já perdeu toda a sanidade, decência e sentido . porque hoje, sou feliz . ( sem ti , dessa maneira ) »

past ♥


' amor que é amor, permanece para sempre ' 

« (...) para mim começa a tornar-se bastante difícil expressar-te tudo aquilo que desde sempre me sufoca o peito, me desespera a alma e me confunde a mente . começa a tornar-se bastante difícil expressar-te tudo aquilo que, inevitavelmente, ainda vive em mim e me faz (mais uma vez) tropeçar e perder em ti, desde que te foste embora . a verdade é que tu sempre foste mais forte do que eu . sempre mantiveste a postura . sempre te aguentaste . sempre conseguiste dar a volta por cima e seguir em frente . sempre . mas sabes que mais ? eu não sou assim . nunca fui . sempre fui este eterno coração partido que por mais que fuja, sente a tua falta . e eu sei que no fundo de ti, tu sabes disto, desde sempre . até porque deves ser, a pessoa que melhor me conheceu na vida . e tu sabes que o meu coração sempre esteve desse lado . que ele sempre esteve aí e mesmo assim só foste capaz de o guardar no bolso . talvez porque nunca foste capaz de cuidar dele como eu queria e esperava que cuidasses . mas não te culpo, aliás, eu só quero, como sempre quis, o melhor para ti . que sejas muito feliz (com ou sem mim) . que um dia sejas (realmente) capaz de lutar e amar alguém . que chegues mais longe do que imaginas e que tenhas sempre o mundo inteiro nesse sorriso, que um dia me prendeu em ti . porque perder-te, à uns anos atrás, fez-me perceber que amar de verdade, de coração, alma e corpo inteiro, é querer o melhor para essa pessoa, mesmo que isso nos destrua completamente por dentro . que amar é acreditar até ao último derradeiro segundo, é proteger com unhas e dentes mesmo que ninguém dê por isso, é dar a mão quando é preciso e largá-la quando assim tem que ser . quando o mundo é mais forte que nós, e muda o rumo de toda a história . e por tudo isto, hoje deixo-te (mais uma vez) ir . deixo este enorme pedaço de mim para trás e deixo este lugar . esta nossa eterna cidade . aquela que nos (re)conhece em cada canto . aquela que nos (re)conhece as falhas e as perfeições . aquela que nos sentiu e nos conheceu a história como ninguém, durante anos . aquela que um dia foi a maior testemunha do que senti (e sinto) por ti . hoje esqueço o nosso sorriso, o nosso tempo, a nossa força, o nosso amor, a nossa história . hoje vou (mais uma vez) dar tudo de mim para deixares de ser o prioridade da minha vida . para que deixes de ter este maldito poder sobre mim . para que nunca mais me faças voltar a trás . para conseguir apagar-te de mim, de uma vez para sempre . e é exactamente por isto que te escrevo, que te grito, que te culpo e te amo por uma (verdadeira, espero) última vez ! porque sim, hoje despeço-me novamente de ti, não sei por quanto tempo, mas despeço-me . por isso, faz o que sempre fizeste durante todo este tempo . cuida de ti . cuida de ti , por mim, por ti e por 'nós' . e sê feliz meu (eterno) puto . e sê feliz (...) »


- ( é só um desabafo ! )

soulsister ♥


' foi por ti, só por ti , porque te amo . ninguém te ama como eu (...) ' ♥

« meu amor, eu preciso de ti . preciso de ti comigo, todos os dias, mais do que algum dia serei capaz de te dizer. preciso dos teus abraços fortes em pleno centro da cidade, dos teus beijinhos cobertos de amor, que tanto me aquecem o coração, preciso dessa tua protecção que sempre me acalma os medos e as inseguranças, preciso desse teu sorriso que sempre me disse tanto, preciso desse teu jeito de menina pequena que me faz sentir tão segura em ti, preciso de sentir e de saber que tenho as tuas mãos a agarrar as minhas como prova de que nunca me irás deixar cair, e principalmente, preciso de te conhecer como conheço e saber que me conheces, provavelmente, como ninguém . porque eu tenho mesmo muito orgulho em ti pequenina, e hoje já não sei como seria viver sem ti, sem nós . porque contigo eu sei que tudo é real, que somos indestrutíveis e que nada nem ninguém nos vai conseguir deitar abaixo . contigo sei que posso contar a cada instante, contigo sei que posso ser eu sem máscaras nem falsos sorrisos, porque és tragicamente igual a mim, e eu não preciso de te dizer nada para saberes o que vive dentro de mim . contigo e por ti sei que tudo vale e valerá sempre a pena . e hoje, tenho mesmo que te agradecer por tudo o que sempre fazes por mim e de mim . por me amares os defeitos e as qualidades, as lágrimas e o sorriso, as inseguranças e as certezas, as lutas e as histórias, por me amares dessa maneira tão tua, tão pura, tão simples, tão nossa . por caíres e te levantares sempre comigo . por seres a verdadeira heroína da minha vida e por cuidares de mim como nunca ninguém cuidou . e acredita, com tudo de ti, que não trocaria num um minuto que fosse contigo por cem anos de vida sem ti . e que por ti meu amor, faço tudo , sem fraquejar, sem cair, sem pensar sequer duas vezes . eu amo-te e amar-te-ei sempre de corpo, alma e coração inteiro . obrigada por tudo, desculpa por alguma coisa . eu AMO-TE ! »

e' ♥


- " minha pequenina do coração, há tanto para te dizer que tudo o que penso vai embora tão rápido como veio. sim, as palavras são muitas, dizem demasiadas coisas, mas o que eu sinto, nenhuma delas irá ser capaz de te dizer realmente o quanto gosto de ti. porque sim, todas aquelas pequenas incertezas foram embora e vieram dar lugar ás nossas certezas de que tanto falamos que iriam aparecer um dia. esse dia chegou, marcou e voou livre pelo mundo, pelo NOSSO mundo. tu não me sais da cabeça, tudo o que faça, tudo o que ouça, tudo o que veja, tudo o que cheire, eu consigo arranjar uma 'desculpa' para pensar em ti, para te sentir bem perto de mim como se estivesses aqui comigo, a olhar-me nos olhos. quando te vejo o meu mundo pára em ti, não preciso de pensar que podias estar ali comigo, porque estás mesmo, e é nesse momento que eu sorrio, é nesse momento que tu sorris, é nesse momento que tudo acontece, é nesse momento que a magia dos nossos olhos fala mais alto, e isso ninguém nos tira. e o que também nunca ninguém vai conseguir fazer é separar-me de ti. eu dei-te a mão e tu seguraste-a e eu nunca mais a vou querer largar, venha quem vier, aconteça o que acontecer. porque contigo tudo é mágico, tudo é único, quando os meus lábios tocam nos teus eu consigo sentir o meu coração no limite, quando colas nos meus olhos o meu mundo congela nesse olhar, quando me abraças só quero que seja e que o faças para sempre. não te prometo um sempre, porque ambos já muito pouco acreditamos nisso, mas digo-te que te quero na minha vida todos os dias, até ao fim. porque eu já não sei viver sem ti, nem que seja apenas por umas horas. morro de saudades tuas, de te voltar a ter em mim, de te abraçar, de te beijar, de te sussurrar ao ouvido as coisas mais lindas que me vierem à cabeça. sabes, eu e tu, nós, seremos sempre como o céu e o mar, inseparáveis para a vida, e não serão milhões de anos, mas serão todos os anos da minha vida, da tua vida, da nossa vida. muitos anos que nos marcarão. porque se tudo isto começou não foi para acabar. mas há sempre uma coisa que acaba quando te vias embora, o meu mundo vai-se com o vento que te persegue, deixa o teu cheiro que fica em mim, deixa as saudades que aumentam a cada passo que dás, deixas para trás um beijo inacabado, mas não é o fim. é apenas o inicio destas saudades que me matam. e eu não deixo, não deixava, nem deixarei, que alguma vez duvides do que eu sinto, porque por ti eu dava as voltas ao mundo que fossem precisas só para chegar perto de ti e ver esse teu sorriso, ver esse brilho nos olhos a cintilar nos meus, só por aquele momento sem dizer nada e dizer tudo, e ver a felicidade a ser transmitida pelo profundo olhar que tanto me arrepia, porque são esses momentos que me fazem sonhar, são esses momentos que me fazem ir mais além, são esses momentos em que te levo para todo o lado dentro de mim, dentro do meu peito, porque de lá nunca ninguém te conseguirá tirar. eu amo-te marta isabel da minha vida, e amar-te-ei sempre, todos os dias mais ♥ "


- ( fizeste com as palavras o que fazes com o coração e isso , meu amor , vale por tudo . obrigada e desculpa, LY * )

my almost lover ♥

« meu colorido amor , eu juro que dava o mundo todo para te conseguir explicar tudo o que hoje sinto, tudo o que mudaste a acalmaste em mim, tudo o que corre e vive em mim desde que entraste na minha vida, mas é tudo tão forte e ao mesmo tempo tão estranho, que tudo o que escrevo me sabe a pouco, me parece superficial e falado (...) e cada vez mais, a cada dia que passa, gosto mais de ti . cada vez mais tenho as certezas que sempre te disse que não tinha .  e hoje, tenho vontade de gritar aos sete ventos tudo o que sinto por ti , e eu sei que nem sempre o demonstro como devia, que nem sempre tenho as atitudes mais correctas, que nem sempre digo as coisas da melhor maneira, mas eu juro que não é de propósito . e por isso, peço desculpa . por tudo . e hoje, quero e preciso que saibas que adoro tudo em ti . adoro olhar para ti e perceber o quanto gostas de mim , adoro olhar para ti e sentir-te realmente comigo . adoro ter esses teus olhos azuis colados em mim . adoro esse sorriso de menino que me aquece o coração . adoro esse teu jeito único de cuidar de mim . adoro esse teu cheiro que se espalha em mim sempre que estamos juntos . adoro a força do teu abraço que me protege e me abraça os medos . adoro essa tua paz que me acalma e me faz esquecer o mundo todo . adoro tudo o que vem de ti e de nós . adoro o sorriso e o brilho no olhar com que me deixas, quando vais embora . adoro a intensidade dos nossos silêncios . adoro a imensidão das palavras que me sussurras . adoro tudo em mim quando estou contigo . adoro sentir tudo isto por ti . adoro tudo o que nos pertence e que um dia pertencerá . e só quero que hoje percebas que grandes sentimentos não cabem nem se expressam em grandes palavras, sentem-se com o coração . e o meu , este eterno e pequenino coração , sente por ti muito mais do que alguma vez serei capaz de te dizer . mas eu sei que tu sabes o quanto eu gosto de ti, do quanto (já) és em mim, do quanto já me marcaste, do quanto me fazes bem e do quanto já preciso de ti comigo . e isso meu (quase) amor, hoje , basta-me . »


( desculpa as parvoíces, os medos e as inseguranças . mas eu gosto mesmo muito de ti, EJPD' .  ♥ )